SNA DENASUS MS
Sistema Nacional de Auditoria Departamento Nacional de Auditoria do SUS Ministério da Saúde

Mais R$ 92,9 mi da Rede Cegonha para quatro estados - {ts '2012-09-05 00:00:00'}
SAÚDE DA MULHER

Rio Grande do Norte, Acre, Pernambuco e Mato Grosso serão beneficiados com recursos para qualificar e ampliar a assistência a gestante e ao bebê

O Ministério da Saúde publicou mais quatro portarias nesta quarta-feira (05) que liberam recursos da estratégia Rede Cegonha. O estado do Rio Grande do Norte terá R$ 46,8 milhões, o Acre R$ 18,6 milhões, Pernambuco R$ 8,5 milhões e Mato Grosso R$ 19 milhões para qualificar as ações.

Estes e mais 21 estados também participaram hoje da videoconferência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que tratou do andamento da Rede Cegonha em cada estado, além dos dados de mortalidade materna e ações da Ouvidoria. A ação faz parte do esforço do Ministério da Saúde para monitorar a investigação dos óbitos maternos e acompanhar a evolução dos índices.

“Nosso esforço é para impedir mortes maternas evitáveis, em parceria entre o governo federal, estados e municípios. A Rede Cegonha é uma importante aliada da mulher, pois oferece cuidados integrais à saúde da mulher e da criança”, destacou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante a apresentação dos dados.

A Rede Cegonha é uma estratégia do Ministério da Saúde, fundamentada nos princípios da humanização e assistência, onde mulheres, recém-nascidos e crianças têm direito a ampliação do acesso, acolhimento e melhoria da qualidade do pré-natal; vinculação da gestante à unidade de referência para assistência ao parto; realização de parto e nascimento seguros, através de boas práticas de atenção; acompanhante no parto, de livre escolha da gestante; atenção à saúde da criança de 0 a 24 meses com qualidade e resolutividade e acesso ao planejamento reprodutivo.



http://sna.saude.gov.br